Luciana Genro

Comissão de Educação dá prazo de uma semana para Estado responder sobre atraso em obras de escolas

26 de abril de 2019 15h11
Deputada Luciana Genro cobrou representantes do Estado também sobre verba do BIRD destinada para as escolas | Foto: Juliana Almeida

A Comissão de Educação cobrou e deu prazo de uma semana para que o governo do Estado responda sobre o atraso de obras em escolas estaduais do Rio Grande do Sul, cujos problemas foram apresentados durante a audiência pública promovida pela Comissão nesta sexta-feira (26/04), no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

A deputada estadual Luciana Genro, do PSOL, titular da Comissão cobrou ainda do Estado a garantia de resposta e bom atendimento às direções que buscam informações sobre os processos de suas obras, além de contratar mais funcionários como engenheiros e arquitetos para a realização das obras. Esta última demanda também será formalizada ao governo.

“É um desperdício de dinheiro público absolutamente inaceitável para as escolas. Os professores e os alunos precisam conviver com obras que não terminam nunca, prejudicando o trabalho de aprendizagem nas aulas. Recebi dezenas de mensagens com os problemas das escolas, e aqui ouvimos as diretoras e as professoras angustiadas com a falta de comunicação e resposta do Estado e das coordenadorias”, destacou Luciana Genro.

Pelo menos duas dezenas de direções e professores de escolas expuseram problemas durante a reunião, que teve a participação de Carlos Ávila, da Secretaria Estadual de Educação, de Roberta Campani, do departamento de obras da Secretaria Estadual de Obras e Habitação, Ricardo Todeschini, da Coordenadoria Estadual de Obras.

Diretoras e professores de escolas de pelo menos 10 cidades expuseram suas demandas | Foto: Juliana Almeida

Diretoras e professoras de escolas de Porto Alegre, Viamão, Taquara, Novo Hamburgo, Não-Me-Toque, Santo Antônio da Patrulha, Vacaria, Parobé, Lajeado, São Sebastião do Caí e de Nova Santa Rita apresentaram suas demandas. Falta de refeitório e quadras cobertas, muros inacabados, ginásios precários, telhas quebradas, falta de infraestrutura em banheiros, problema na fiação elétrica, violência no entorno das escolas e dificuldade de acesso aos colégios foram alguns dos problemas relatados.

Um dos diversos problemas comuns a diferentes escolas foram a falta de planos de prevenção contra incêndios (PPCIs), detalhamento solicitado pela deputada Luciana Genro ao secretário Estadual da pasta, Faisal Karam na primeira reunião da Comissão de Educação , em 19 de fevereiro. O outro foi a demanda relacionada a verbas do Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), cujo prazo final para a realização das obras é 31 de maio e o valor total é de R$ 25 milhões.

Em casos como o da escola estadual João Barbosa, em Viamão, a verba está parada há dois anos sem a escola poder utilizá-la. Após questionados pela deputada Luciana Genro sobre a perda dos recursos do BIRD, os representantes do Estado garantiram que os recursos não serão perdidos e serão aplicados nas escolas, com o estudo e desenvolvimento dos projetos.

“Queremos que a Comissão de Educação seja uma trincheira de luta em defesa da melhoria da educação no nosso Estado. E será uma ferramenta de pressão para exigir respostas às escolas”, finalizou a deputada Luciana Genro.