Luciana Genro

Ex-dirigentes da Juventude Socialista do PDT ingressam no PSOL em apoio à Luciana Genro

08 de setembro de 2016 12h15
Grupo busca no PSOL espaço coerente para militância contra ataques aos direitos trabalhistas | Foto: Fernanda Piccolo/PSOL

Grupo busca no PSOL espaço coerente para militância contra ataques aos direitos trabalhistas | Foto: Fernanda Piccolo/PSOL

O bisneto do líder trabalhista Getúlio Vargas e outros quatro integrantes da juventude socialista do PDT ingressaram no PSOL após descontentamento com os rumos do partido criado por Leonel Brizola. Jonathan Vargas liderou o grupo que assinou ficha de filiação na manhã desta quinta-feira (08/09) na sede do PSOL, no Centro Histórico de Porto Alegre.

Para o candidato a vice-prefeito, Pedro Ruas, o ato é motivo de orgulho para o partido. “Me sinto emocionado com esse deslocamento porque esta juventude percebeu que o único partido que combate as reformas trabalhistas e previdenciária é o PSOL”.

Já Luciana Genro destacou que a postura do grupo demonstra que é possível que militantes de outros partidos tenham discernimento para perceber que o PSOL é a única alternativa coerente na luta pela preservação dos direitos dos trabalhadores. “Obrigado pela coragem.  Sei que não é fácil deixar para trás essa construção, também já passei por isso, mas tenho certeza que vocês vão se sentir muito à vontade para estar conosco e participar desta luta. Queremos transformar Porto Alegre numa trincheira de luta contra os ataques que Temer quer promover contra os direitos dos trabalhadores e dos aposentados”, afirmou.

Em nome do grupo, Jonathan afirmou que o descontentamento com o antigo partido foi apenas mais um motivo para buscar um espaço onde haja identificação com a conduta e as propostas.”Realmente foi difícil abandonar uma trajetória que vínhamos construindo, mas foi muito fácil entrar no PSOL porque o partido realmente carrega os anseios das ruas e dos movimentos sociais, o que anda falta nos demais partidos”.