Luciana Genro

Luciana Genro aparece em primeiro lugar em todos os cenários de pesquisa para a prefeitura

15 de julho de 2016 13h56
| Foto: Joana Berwanger/Sul21

“Recebo com alegria e humildade a notícia de que estou em primeiro lugar”, disse Luciana Genro | Foto: Joana Berwanger/Sul21

Pré-candidata à prefeitura de Porto Alegre, Luciana Genro (PSOL) aparece em primeiro lugar em todos os cenários de uma pesquisa do Instituto Methodus publicada nesta sexta-feira (15/07) no jornal Correio do Povo. A ex-deputada lidera tanto o cenário estimulado, quanto o espontâneo, além de vencer em todas as projeções de segundo turno também.

No primeiro cenário, Luciana aparece com 20,8% das intenções de voto, seguida por Raul Pont, do PT, com 14,5%, e Sebastião Melo, do PMDB, com 13,7%. Vieira da Cunha, do PDT, tem 11,0%; Nelson Marchezan Jr, do PSDB, aparece em quinto com 6,5% e Mauricio Dziedricki, do PTB, em sexto, com 1,7%. A sétima posição é ocupada por Carlos Gomes, do PRB, e Wambert Di Lorenzo, do Pros, ambos com 0,8% das intenções de votos. Brancos e nulos somam 15,3% e 14,8% estão indecisos.

Em um segundo cenário, com menos candidaturas, Luciana Genro aparece com 22,3% das intenções de voto. Raul Pont fica em segundo com 16,7%, à frente de Sebastião Melo, com 14,0%. Vieira da Cunha fica com 13,8%. Nesta simulação, brancos e nulos somam 18,8% e 14,3% permanecem indecisos.

pesquisa CP

Confira os resultados da pesquisa do Instituto Methodus à prefeitura de Porto Alegre, divulgada no jornal Correio do Povo desta sexta-feira (15/07)

Em declaração na sua página oficial no Facebook, Luciana Genro disse que recebe a informação “com alegria e humildade” e que se sente preparada para governar Porto Alegre. “Podemos vencer. Para isso a cidadania precisa tomar em suas mãos a tarefa de fazer vitoriosa uma candidatura que enfrenta o sistema político e rejeita o modelo de governar em grandes alianças de partidos envolvidos nos esquemas de corrupção, que tomam conta da política. Mobilizar a cidade pela mudança. Este é o caminho da nossa vitória”, concluiu.