Luciana Genro

Sobre a privatização da telefonia

12 de setembro de 2014 17h50

Por Luciana Genro

Sobre a privatização da telefonia, um dos temas da entrevista que dei na TV Folha, o economista Rodrigo D’Ávila me lembra que conforme mostra o livro do Aloysio Biondi (“O Brasil Privatizado”), o governo federal investiu pesadamente nas teles logo antes da privatização. Ou seja, quando houve a privatização, as teles privatizadas começaram a ligar as linhas. E depois os neoliberais ficaram se vangloriando que “a privatização acabou com a falta de linhas, que custavam uma fortuna”. Sobre a telefonia celular, ela já crescia quando o sistema era estatal (1995-96), pois isso era decorrência das melhorias tecnológicas, e não da posterior privatização (em 1998). Além do mais, o BNDES financiou e participou dos consórcios que disputaram a privatização das teles e continua as financiando até hoje. Ou seja, o setor privado nunca foi o responsável pelo “progresso” do setor, mas embolsa os lucros devido às tarifas altíssimas e à péssima qualidade dos serviços.