Luciana Genro

Parlamentares prestam apoio a Protógenes Queiroz

26 de março de 2009 15h21

Senadores e deputados acompanharão depoimento de delegado na CPI

Os gaúchos Luciana e Simon à frente, e Protógenes ao fundo (E)

Os gaúchos Luciana e Simon à frente, e Protógenes ao fundo (E)

A bancada do PSOL no Congresso Nacional e outros parlamentares prestaram, nesta quarta-feira, 25, solidariedade e apoio ao delegado Protógenes Queiroz, que está sob a injusta posição de investigado na CPI das Escutas Telefônicas Clandestinas. Em reunião, os parlamentares decidiram que será elaborada nota pública de apoio e que irão solicitar à presidência da comissão a garantia de que o delegado não será constrangido em seu depoimento, marcado para a próxima semana.

Para o PSOL, é inadmissível que um delegado que investigou e conseguiu prender um dos maiores banqueiros do Brasil, Daniel Dantas, por operações ilícitas esteja, agora, sob investigação porque teria utilizado de escutas ilegais durante a Operação Satiagraha.

O delegado negou que tenha usado de escutas clandestinas para obtenção de provas. Protógenes afirmou que já foi indiciado pela Polícia Federal por vazamento à imprensa da prisão de Dantas (na época, em julho de 2008, também foram presos Celso Pitta e Naji Nahas) e devido ao compartilhamento de dados com a Abin – Agência Brasileira de Investigação, mas não por escutas ilegais porque não há indícios nesse sentido.

Segundo o delegado, o que existe é uma mobilização orquestrada no sentido de desmoralizar os resultados obtidos pela Satiagraha. Protógenes confirmou que mais fatos serão esclarecidos durantes seu depoimento.

Além da deputada Luciana Genro, do líder do PSOL, Ivan Valente (SP), do deputado Chico Alencar (RJ) e do senador José Nery (PA), também participaram da reunião os senadores Eduardo Suplicy (PT/SP), Pedro Simon (PMDB/RS) e Inácio Arruda (PCdoB/CE), o deputado Antônio Carlos Biscaia (PT/RJ) e a deputada Janete Capiberibe (PSB/AP), entre outros. Vários senadores se comprometeram a acompanhar o depoimento de Protógenes na CPI dos Grampos, em 1º de abril.

Fonte: Liderança do PSOL