| Assembleia Legislativa | Funcionalismo | Justiça | Projetos

A partir do dia 27 de janeiro o governo Leite pretende retomar os ataques aos direitos dos servidores, convocando os deputados a continuar a votação do seu pacote da morte, penalizando ainda mais os professores, brigadianos e servidores públicos que já sofrem com salários parcelados e atrasados e a retirada de direitos.

Luciana Genro protocola ação para suspender votação de projeto que reforma a previdência dos servidores militares
PSOL recorre a Toffoli para impedir votação do PLC 503
O que os brigadianos vão perder com o pacote do governo Leite
7 mil assinaturas contra pacote do governo Leite

O mandato da deputada estadual Luciana Genro (PSOL) está e esteve sempre ao lado dos trabalhadores. Em dezembro, conseguimos liminar na Justiça contra a votação do PLC 503, que alterava a previdência dos servidores. A liminar caiu, mas o governo recuou e alterou pontos da proposta, provando que a pressão e a mobilização unificada dão resultado.

Em janeiro, a deputada apresentou mais uma ação judicial para suspender a votação do projeto que reforma a previdência dos brigadianos e bombeiros e que está na pauta da convocação enviada pelo governador. A proposta é inconstitucional, porque altera pontos de competência do Congresso Nacional, além de ser injusta, pois consagra um abismo entre os salários mais altos e os mais baixos.

Protocolei nesta terça-feira um mandado de segurança com pedido liminar junto ao Tribunal de Justiça para que seja…

Posted by Luciana Genro on Tuesday, January 14, 2020

Como aconteceu em dezembro, com ações judiciais e principalmente com a mobilização em massa dos servidores na Praça da Matriz, a luta e as paralisações podem derrotar o pacote. Os deputados da base do governo estão sentindo a pressão e não estão apoiando totalmente os ataques do governo Leite.

Mas é preciso mais. O governo já demonstrou que recua com pressão e mobilização. É hora da união dos servidores e de pressão nos deputados. É possível vencer! Seguiremos dizendo NÃO a este pacote e defendendo os servidores públicos! Até a vitória, estaremos na rua, no plenário e na Justiça lutando ao lado dos servidores!

Não à retirada de direitos dos brigadianos

Neste vídeo explico como o pacote do governo Leite vai prejudicar os brigadianos. O governo está retomando a articulação para votar no final de janeiro os PLCs 504 e 506, que alteram a previdência dos policiais militares e instituem o sistema de subsídio. São duas injustiças que irão massacrar uma categoria já tão castigada por salários parcelados, condições precárias de trabalho e convivência com situações diárias de violência. O Rio Grande do Sul não pode aplicar alíquotas previdenciárias aos militares estaduais maiores que aquelas das Forças Armadas. E aumentar o abismo salarial entre praças e oficiais é outra injustiça grave que o governo Leite quer cometer. Somente a mobilização dos brigadianos e das brigadianas pode barrar de vez estas medidas!

Posted by Luciana Genro on Friday, January 10, 2020