Luciana Genro

Vereador LGBT do PSOL assume mandato e convoca para ato contra Bolsonaro

26 de setembro de 2018 17h59

Vereador suplente Luciano Victorino toma posse na Câmara dos Vereadores. Foto: Ederson Nunes

Suplente de vereador pelo PSOL, o militante LGBT Luciano Victorino assumiu nesta quarta-feira (26/09) a titularidade do mandato na Câmara Municipal de Porto Alegre. Em seu primeiro discurso na tribuna, ele denunciou o descaso da Prefeitura com a população LGBT na cidade e convocou para o ato contra Jair Bolsonaro que ocorrerá na Capital no sábado, dia 29. A manifestação integra o movimento #EleNão, uma mobilização nacional e internacional contra o candidato do PSL à presidência, em virtude de seus ataques racistas, machistas e LGBTfóbicos.

“É muito importante a união de todas e todos contra o fascismo representado pela candidatura do Bolsonaro. As mulheres, a população LGBT e as negras e negros estão demonstrando ao Brasil e ao mundo que #EleNão. E nós vamos mostrar nas ruas neste sábado que ele não terá mais espaço”, destacou Luciano. Em 2016, a campanha de Luciano Victorino foi a candidatura LGBT mais votada de Porto Alegre. Nestas eleições ele concorre a uma vaga na Câmara dos Deputados, em dobradinha com Luciana Genro, que disputa uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Luciano Victorino assumiu a titularidade do mandato de vereador devido à ausência de Roberto Robaina, que se licencia para se dedicar integralmente à sua candidatura ao governo gaúcho.

O vereador Luciano Victorino na tribuna. Foto: Giulia Secco