Luciana Genro

Emancipa inaugura biblioteca em homenagem ao jornalista Adelmo Genro Filho

24 de julho de 2018 14h24

Matéria originalmente publicada no Sul21, em 24/07/2018.

A ONG Emancipa – Educação Popular inaugurou segunda-feira (23) sua biblioteca batizada “Adelmo Genro Filho”, com mais de 2 mil livros. As obras foram doadas pela família Genro e por apoiadores do Emancipa. O nome do espaço é uma homenagem ao jornalista e militante político Adelmo Genro Filho, irmão do ex-governador Tarso Genro e tio da ex-deputada Luciana Genro, que faleceu em 1988.

A cerimônia de inauguração da biblioteca ocorreu na sede da entidade, na Rua Riachuelo, em Porto Alegre, e contou com a presença de Luciana Genro, fundadora do Emancipa, de Tarso Genro, de amigos de Adelmo Genro Filho, como o sociólogo Marcos Rolim e a médica Maria Rita de Assis Brasil, de admiradores de sua obra, como os vereadores Roberto Robaina e Fernanda Melchionna, além de integrantes da família Genro, doadores e apoiadores do Emancipa.

“Trazer o nome do Adelmo a esta biblioteca é uma forma que encontramos de valorizar a vasta obra que ele deixou, que infelizmente está muito dispersa hoje em dia e precisa ser retomada e reeditada. Este espaço honra o apego que ele tinha à leitura, aos livros e ao marxismo”, disse Luciana Genro, num discurso emocionado em que relembrou a vida de seu tio.

Também emocionado, Tarso Genro citou alguns títulos presentes na biblioteca para ilustrar as referências teóricas e culturais de seu irmão. “Os livros que estão aqui desenham a trajetória do Adelmo. Destas obras ele bebeu e construiu sua formação intelectual. Alguns destes livros nós lemos juntos e outros escrevemos juntos. Eles estão agora em um bom lugar. O Emancipa é um belo projeto e esses livros vão contribuir para a formação dos alunos”.

Adelmo Genro Filho foi jornalista e viveu a maior parte de sua vida em Santa Maria, onde chegou a exercer um mandato de vereador. Professor de Jornalismo na UFSC, ele exerceu intensa militância política ao longo de sua vida. Junto com Tarso foi fundador do Partido Revolucionário Comunista (PRC), organização clandestina que estava abrigada no MDB, na época em que esta era a única sigla de oposição permitida pelo regime militar e acolhia uma série de partidos de esquerda. Com a abertura política e a criação do PT, Adelmo seguiu sua militância no PRC dentro do Partido dos Trabalhadores.

Jornalista e militante revolucionário, Adelmo Genro Filho é autor de uma série de livros sobre teoria política e análise marxista, dentre eles “Lênin – Coração e mente” (1985), que publicou juntamente com Tarso Genro. Também escreveu “O segredo da pirâmide: para uma teoria marxista do jornalismo” (1987).

O Emancipa é uma ONG de Educação Popular fundada em 2011 pela ex-deputada Luciana Genro, que oferece um cursinho gratuito pré-vestibular e pré-ENEM a jovens carentes. Além disso, a ONG também possui um braço feminista, a Emancipa Mulher, que oferece cursos gratuitos de formação feminista e resistência antirracista a mulheres, e uma casa na Restinga, onde são desenvolvidos projetos sociais e culturais com a comunidade. No Rio Grande do Sul o Emancipa também está presente em Pelotas, Charqueadas, Novo Hamburgo, Guaíba e Gravataí com projetos de inclusão social através do esporte, cursinhos pré-universitários e aulas de alfabetização para jovens e adultos.