Luciana Genro

Centenas de pessoas acompanham bate-papo com Jean Wyllys, Luciana Genro e Luciano Victorino em Porto Alegre

25 de setembro de 2016 14h31
Foto: Mariana Riscali/PSOL

Centenas de pessoas estiveram presentes no bate-papo com Luciana Genro, Jean Wyllys e Luciano Victorino | Foto: Mariana Riscali/PSOL

Centenas de pessoas participaram de um bate-papo entre o deputado federal Jean Wyllys, a candidata Luciana Genro e o candidato a vereador Luciano Victorino no comitê da coligação “É a vez da mudança” (PSOL, PPL, PCB), que ficou lotado no anoitecer deste sábado (24/09). O tema central do encontro foi a necessidade de eleger políticos que representem a comunidade LGBT e lutem pela implementação de políticas públicas afirmativas e inclusivas ao público. Jean veio a Porto Alegre especialmente para o evento.

Foto: Fernanda Piccolo/PSOL

Jean reiterou seu apoio à Luciana Genro para prefeita e Luciano Victorino para vereador | Foto: Fernanda Piccolo/PSOL

Na abertura do encontro, Luciano Victorino defendeu a necessidade de um mandato LGBT na Câmara de Vereadores pra marcar posição e reforçar o contraponto às políticas conservadoras que vêm sendo conduzidas por setores reacionários da sociedade. Ele conclamou o público a buscar votos e garantir tanto a eleição do seu mandato como a condução de Luciana Genro à administração de Porto Alegre. “São oito dias de dedicação para quatro anos de mandato e representação. Vamos travar essa disputa para que no dia primeiro de janeiro uma bandeira LGBT esteja na Câmara e na prefeitura”.

Foto: Fernanda Piccolo/PSOL

Luciana disse que conquistas da população LGBT estão se consolidando e não irão retroceder| Foto: Fernanda Piccolo/PSOL

Jean Wyllys pregou a necessidade de renovação dos agentes políticos para um novo protagonismo na esfera pública. “Queremos uma transformação do sistema político, para que a população participe, interaja, cobre e participe de nossa atividade parlamentar.  Queremos respeito a nossa liberdade. E a única maneira de mudar é votar no novo e renovar”. O deputado federal, uma referência na defesa dos direitos humanos, ainda defendeu a retomada da tradição democrática que marca a história de Porto Alegre. “Esta capital sempre foi uma cidade democrática e agora tem uma oportunidade ímpar.  Estamos com a faca e o queijo  na mão para colocar Luciana e Luciano a nos representar”. Ele ainda enalteceu as qualidades de Luciana Genro. “Vocês sabem que não basta ser mulher. Luciana combina capacidade, conhecimento da cidade e humanidade. Os outros não vão oferecer um novo modelo de cidade.”

Foto Fernanda Piccolo/PSOL

Jean Wyllys e Luciano Victorino deram um selinho no final da atividade | Foto: Fernanda Piccolo/PSOL

Já Luciana Genro afirmou que o processo de afirmação de direitos é irreversível, mas que demanda um constante amadurecimento e crescimento. “Não tem bancada fundamentalista que vá parar esse progresso. Claro que os reacionários vão se movimentar, pois querem reagir e impedir que esse avanço continue acontecendo. Não há retrocesso possível. E a presença do Jean faz uma diferença gigantesca. Ele não é uma caricatura. Ele está  no Congresso porque tem qualidades, conteúdo e lutas acumuladas”. Luciana ainda lembrou que a candidatura de Victorino carrega essa mesma simbologia. “É um militante que carrega todas lutas do PSOL, da juventude, da defesa da educação e construção de um partido que faz um enfrentamento pelos direitos humanos e dos trabalhadores”.