Luciana Genro

“Procempa será fundamental para ampliar participação e controle da população”, afirma Luciana a servidores

25 de agosto de 2016 16h58

 

Aplicação da tecnologia da informação no dia-dia da cidade foi debatida com servidores | Foto: Alvaro Andrade/PSOL

Aplicação da tecnologia da informação no dia-dia da cidade foi debatida com servidores. | Foto: Alvaro Andrade/PSOL

O uso da tecnologia da informação a favor da qualificação dos serviços públicos e da ampliação da participação popular foram temas centrais de um encontro entre Luciana Genro e servidores da Procempa e Procergs, empresas estatais responsáveis pelo processamento de dados de Porto Alegre e do Estado. A candidata da coligação “É a vez da mudança” (PSOL, PPL, PCB) reuniu-se nesta quinta-feira (25/08) na sede do SindiPPD, em Porto Alegre, junto com o ativista digital e um dos idealizadores do Conexões Globais, Marcelo Branco, e a diretora-coordendora do sindicato, Vera Guasso.

Luciana detalhou os projetos que pretende demandar à Procempa na prefeitura. Citou a ampliação da cobertura de internet livre na capital e ainda o desenvolvimento de aplicativos de celular para diversas finalidades, como consultas populares sobre definição de temas importantes à cidade, agilização na comunicação com subprefeituras para pedidos de reparos, avaliação de serviços públicos e prestação de informações em tempo real, como itinerário do transporte coletivo. “A internet e os apps são fundamentais para uma democracia real, para que as pessoas possam participar realmente das decisões da cidade. Precisamos renovar as ferramentas. A tecnologia é importante e a Procempa é fundamental neste processo”, afirmou.

Outro setor em que a tecnologia será essencial é a saúde. Luciana detalhou as porpostas de telessaude e teleatendimento, que consistem na prestação de informações entre médicos de família, especialistas e pacientes para agilizar diagnósticos e orientar população sobre cuidados básicos. Também citou a informatização dos prontuários e o aprofundamento da informatização interligada com os hospitais, visando agilizar atendimentos.

O uso de sistemas de informação ainda foi citado no aumento da transparência, com a publicação online de auditorias, contratos e toda burocracia interna da prefeitura, facilitando o controle externo e reduzindo as brechas para irregularidades.

Luciana ainda lembrou que a qualificação do serviço público terá como medida central a redução de 70% nos CCs e a valorização dos quadros técnicos, valendo-se da inteligência acumulada entre os servidores de carreira. Ela ainda garantiu que a Procempa seguirá como empresa pública estratégica para o desenvolvimento de um ambiente mais democrático e participativo.

Servidores aproveitaram o encontro para sugerir o investimento em alguns projetos que já estão em andamento na Procempa, mas que não são priorizados pela atual gestão, como a utilização do último mapeamento de Porto Alegre para aplicar uma cobrança mais equilibrada sobre o IPTU e o levantamento regionalizado das demandas encaminhadas pelo 156, identificando os problemas mais recorrentes em cada bairro. No encontro, a candidata ainda respondeu questões relacionadas à educação, saúde e segurança, apresentando detalhes do plano de governo para estas áreas.