Luciana Genro

Oscar 2015: vitória de Snowden

23 de fevereiro de 2015 10h59

Citizenfour, dirigido por Laura Poitras, ganhou o Oscar de melhor documentário de 2014 na noite de ontem. O filme retrata a luta de Edward Snowden para expor a rede de vigilância global, secreta e ilegal montada pela americana NSA para vigiar chefes de estado e cidadãos. Foi uma enorme satisfação ver Glenn Greenwald e David Miranda na cerimônia do Oscar. Glenn foi o jornalista que ajudou Snowden a divulgar os documentos secretos da NSA. David é seu marido e parte importante nessa luta, motivo pelo qual chegou a ser preso pela polícia inglesa. Pelo que fez, Snowden foi perseguido pelo governo estadunidense e hoje está exilado temporariamente na Rússia. Apelou a diversos países para solicitar asilo definitivo, entre eles o Brasil. O governo tem ignorado o seu pedido, forçando-o a continuar na Rússia, onde ele tem sua liberdade restriginda. Estive com Glenn e David durante as eleições do ano passado, para prestar minha solidariedade e afirmar nosso compromisso com Snowden. Como candidata a presidente, firmei um compromisso de asilar Snowden para garantir sua segurança e prestar nossa solidariedade a um jovem que colocou a vida em risco em nome da defesa da liberdade. Rechaçar a vigilância e o controle digital é uma luta democrática e anti-imperialista fundamental. A Internet é cada vez mais importante na articulação de lutas, movimentos e até revoluções, como foi o caso do movimento dos indignados da Espanha, da primavera árabe, e também no Brasil, nos protestos de junho. Precisamos seguir apoiando e lutando contra a espionagem, pela nossa liberdade e pela vida e segurança de Edward Snowden. O oscar para o documentário de Laura Poitras é uma vitória importante. Que este prêmio estimule as pessoas a assistir o documentário, conhecer e apoiar esta luta!