Luciana Genro

Petrobrás: Demissão de Graça Foster e plena investigação pelo MPF

12 de dezembro de 2014 20h17

As denúncias da geóloga Venina Velosa da Fonseca, que foi gerente da Diretoria de Abastecimento da Petrobrás à época da gestão de Paulo Roberto Costa, reveladas pelo jornal Valor, colocam a crise da maior estatal brasileira dentro do gabinete de Maria das Graças Foster, presidenta da Petrobrás e mulher de confiança de Dilma.

É necessária a imediata destituição de toda diretoria da Petrobrás, a começar por Graça Foster, e intervenção do Ministério Público Federal, como forma de garantir a plena investigação desse esquema bilionário de corrupção, que tem financiado os principais partidos do regime político brasileiro.

O Brasil tem o direito de saber todos os envolvidos na corrupção da Petrobrás, todos os políticos e partidos beneficiados pelo esquema, sejam da base aliada do governo Dilma, sejam da oposição de direita, liderada por Aécio.