Luciana Genro

Sabatina da CNI: um papo entre amigos

30 de julho de 2014 19h47

Por Luciana Genro

Hoje, a Confederação Nacional das Indústrias realizou sua sabatina com Dilma, Aécio e Campos. Não fui convidada para expor nossa plataforma eleitoral, que prevê um novo modelo de desenvolvimento econômico, baseado na defesa incondicional dos direitos dos trabalhadores, da natureza e dos direitos humanos. Não me surpreende a decisão da CNI de não me convidar pois suas propostas estão ancoradas em premissas que discordamos frontalmente, como a flexibilização das leis trabalhistas e a diminuição do ritmo de aumento do salário mínimo.

Nossa proposta é o oposto: para combater o desemprego defendemos a redução da jornada de trabalho e para combater a pobreza lutaremos para implementar o salário-mínimo conforme determina a Constituição, isto é, conforme é calculado pelo DIEESE.

A luta por mais direitos para o povo certamente atingirá os interesses das elites econômicas, por isso é uma luta difícil e fundamental de ser travada. Nossa candidatura está pronta para a disputa.