Luciana Genro

Brasil retrocede no combate à AIDS

17 de julho de 2014 12h13

Por Luciana Genro

Foram divulgados dados que revelam a diminuição do número de casos de Aids no mundo. No entanto, os mesmos números revelam aumento da contaminação pelo vírus HIV no Brasil entre 2005 e 2013. Enquanto lá houve uma queda de 27,5%, aqui o aumento foi de 11%. Como explicar tamanha discrepância?

Segundo a Unaids, associação que divulgou a pesquisa, a falta de políticas públicas de prevenção e apoio aos grupos mais vulneráveis é decisiva. A população LGBT é a principal vítima da AIDS. O medo gerado pela discriminação acaba fazendo com que muitos jovens não procurem os serviços públicos de saúde. Faltam iniciativas para prevenir, sobra preconceito para condenar. Infelizmente, a maioria dos meus adversários nessas eleições se omitem na defesa dos LGBTs ou então são abertamente a favor da homofobia.

Fornecer toda a assistência e amparo necessários a essa população é fundamental. Combater a homofobia é parte indispensável da luta contra a contaminação por HIV. Nosso compromisso com a defesa dos direitos dos LGBT é inegociável.