Luciana Genro

Discurso de agradecimento

09 de novembro de 2010 13h30

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, em primeiro lugar, quero agradecer a todos os 129.501 eleitores gaúchos que tentaram me reeleger Deputada Federal. Estou muito orgulhosa dessa votação e feliz por ter tido o meu trabalho reconhecido por tanta gente.

Nesta semana, inclusive, fui agraciada com a medalha de bronze na escolha do “Melhor Deputado do Brasil” feita pelo site Congresso em Foco – mais uma demonstração de reconhecimento ao meu trabalho. Trabalho, aliás, que não é só meu, mas também do PSOL do Rio Grande do Sul, presidido pelo camarada Roberto Robaina, que igualmente obteve excelente votação para Deputado Estadual. Estamos ambos agradecidos. Frustrados, é claro, pelo fato de o PSOL não ter atingido o coeficiente necessário para obter as cadeiras de Deputado Federal e Estadual. Mas a vida é feita de vitórias e derrotas, e temos de estar preparados para ambas.

Foi uma derrota apenas eleitoral, porque politicamente nos sentimos vitoriosos. O PSOL seguirá firme e forte lutando na Câmara Federal com nossos três Deputados e dois Senadores eleitos, uma vitória importante para o nosso partido.
Então, deixo aqui o meu agradecimento e peço à Mesa a transcrição, nos Anais desta Casa de entrevista que concedi ao jornal Sul 21, no dia 7 de outubro. Essa entrevista traz um balanço da nossa jornada e também os próximos desafios que enfrentaremos.

Em segundo lugar, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, quero me congratular com os companheiros Sandro Pimentel e Adivanil Pontes, Presidente Estadual do PSOL do Rio Grande do Norte e Presidente do PSOL do Município potiguar de São José de Mipibu, respectivamente, que estão indignados com o que está ocorrendo naquele Estado.

Solidarizo-me, portanto, com todos os mipibuenses, especialmente os cerca de 10 mil moradores que estão sendo injustiçados pelo DNIT e pelo Governo Federal.

Depois de a população esperar pacientemente por mais de seis anos, a BR-101 foi liberada no trecho do Município de São José de Mipibu. Ocorre que esse trecho não poderia ter sido liberado sem a devida preocupação com a vida das pessoas. A Prefeita do Município quase nada tem feito para solucionar o problema perante o DNIT, sem falar que a mencionada obra foi objeto de matéria em diversos jornais locais devido aos indícios de corrupção.

Faço eco às denúncias do PSOL do Rio Grande do Norte: são milhares as pessoas prejudicadas no seu direito de ir e vir e que precisam disputar velocidade com os veículos quando atravessam a BR, que dividiu a cidade ao meio. Centenas de crianças e adolescentes colocam a vida em risco quando decidem brincar, correr ou jogar nas calçadas. Não se pode aceitar que o custo de uma passarela seja mais importante do que a vida de quase 10 mil pessoas. Por ser uma BR, os veículos passam em alta velocidade, e as pessoas se arriscam ao tentar atravessá-la. Até o valor das corridas de mototáxi e táxi foi duplicado, porque eles precisam percorrer 2,5 quilômetros a mais para fazer um contorno.

A Direção do DNIT, no entanto, não se preocupou com as formas de acesso, muito menos com a acessibilidade das pessoas. Segundo os companheiros do Rio Grande do Norte, o compromisso do DNIT seria o de construir duas passarelas, mas onde foi parar o dinheiro dessas passarelas? Não queremos crer que a liberação da BR, que ocorreu às vésperas do segundo turno, no dia 29 de outubro, sem a construção das passarelas, tenha tido motivação eleitoreira, porque isso que seria o cúmulo da irresponsabilidade e da falta de zelo com a vida daquela população.

Nossos companheiros do PSOL, sempre alertaram para esse fato e mobilizaram a população contra esse descaso, chegaram a participar de diversos atos e não irão parar até que as passarelas sejam construídas – e isso é o mínimo que se espera do Governo Federal e do DNIT.

Meu gabinete está à disposição do povo de São José de Mipibu para seguirmos lutando a fim de que essa situação tenha um fim plausível que resgate a alegria da população. Espero que os Parlamentares do Rio Grande do Norte façam o mesmo.

Muito obrigada, Sr. Presidente.

Luciana Genro