Luciana Genro

zerohora.com, 13 de setembro de 2010

13 de setembro de 2010 19h52

Pedro Ruas pretende tributar as grandes fortunas
“Acho que eles estão chorando de barriga cheia”, disse o candidato sobre grandes empresários

Abrindo uma série de entrevistas com os candidatos ao governo do Estado no programa Gaúcha Repórter, Pedro Ruas, que concorre ao Piratini pelo PSOL, afirmou que, se puder, aumentará impostos das grandes empresas em um eventual governo:

— Acho que eles estão chorando de barriga cheia. Acho que eles nem são cobrados muito — respondeu ao jornalista Lasier Martins ao ser questionado sobre o que fazer a respeito das queixas de empresários sobre os altos impostos. O candidato ainda citou como exemplo a adotar um projeto de lei da deputada Luciana Genro que visa à tributação das grandes fortunas.

Escute a entrevista com Pedro Ruas no Gaúcha Repórter

Apontado na última pesquisa eleitoral com 1% das intenções de voto, Ruas disse que não dá “muita importância” às sondagens:

— O que nos importa é que a eleição não aconteceu.

Ruas voltou a criticar as alianças dos três candidatos apontados à frente nas pesquisas no Rio Grande do Sul e afirmou que as coligações se unem para ganhar tempo de propaganda na TV e no rádio em troca de “cargos e órgãos do governo”.

Sobre seu programa de governo, o candidato relatou que este é coordenado por dois eixos principais: o combate à corrupção e a suspensão do pagamento da dívida do Estado com a União Federal. Com o dinheiro proveniente destes recursos, o candidato quer investir em educação, com implantação do turno integral em todas as escolas públicas do Estado, e em saúde, com a construção de novos hospitais.

Ruas não teme uma possível retaliação do governo federal, caso o Estado deixe de pagar a dívida:

— Se a União entende que a dívida será suspensa, que cobre nas instâncias devidas. Retaliação é coisa de mafioso — disse, acrescentando que não aceitará este tratamento do governo federal.

— Se é essa a ameaça da União, vamos assumir mais ainda a nossa história gaúcha, farroupilha — completou.

Para sanar o problema da segurança pública, a proposta de Ruas é o investimento em políticas sociais.

— Segurança é uma conta de adição: emprego mais saúde mais educação é igual a segurança — disse o candidato, que também propõe um aumento na remuneração do funcionalismo público.