Luciana Genro

Correio do Povo, 21 de julho de 2010

21 de julho de 2010 09h19

Ruas defende piso ao magistério

Ao participar ontem da série de entrevistas do programa “Esfera Pública”, da Rádio Guaíba, com os postulantes ao Palácio Piratini, o candidato do PSol, Pedro Ruas, afirmou que adotará o piso nacional para remunerar o magistério gaúcho. Ele ainda confirmou que vai retirar do Supremo Tribunal Federal (STF) a Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o piso, que foi impetrada pela atual gestão do Piratini. “Vamos cumprir, sim. O nosso segundo ato será retirar do STF essa ação que questiona a legislação”, declarou Ruas.

Além de apresentar os dois eixos centrais do programa de governo do PSol, que preveem uma auditoria na dívida do Estado com a União e o combate à corrupção, o socialista se posicionou sobre setores estratégicos. Ele afirmou que não irá renovar as atuais concessões de pedágios nas rodovias gaúchas, que se encerram em 2013. “Desde o início, deveria ter sido feita a exigência de duplicação da BR 116. Isso não foi feito até agora”, declarou.