Luciana Genro

PSOL oficializa Pedro Ruas como candidato ao Piratini

21 de junho de 2010 12h00

Luciana, Ruas e Marliane (Fotos: Hugo Scotte)

A militância do PSOL – Partido Socialismo e Liberdade do Rio Grande do Sul, reunida neste sábado, 19, no salão da Igreja N. Sra. da Pompeia, em Porto Alegre, homologou suas candidaturas aos cargos executivos e legislativos para as eleições de 2010. O advogado trabalhista e vereador da Capital Pedro Ruas foi escolhido por unanimidade como candidato a governador, e compõe a chapa como vice a dirigente do Cpers/Sindicato Marliane Ferreira dos Santos, primeira mulher negra a disputar o Piratini.

“Temos uma chapa que vai crescer, inclusive, pelos erros dos nossos adversários, que são muitos e que caem cada vez mais em contradição”, disse Ruas. “O voto no PSOL é o voto na esquerda. Não ‘um’ voto na esquerda, mas ‘o’ voto na esquerda. Quero ir para o debate com Yeda Crusius – com os outros candidatos também, é claro, mas especialmente com Yeda. Para cobrar diretamente dela a corrupção que denunciamos neste governo. O combate à corrupção é obrigação de um partido popular e social como o PSOL!” Ruas também defendeu uma revisão da dívida do Estado com a União: “Eu acredito que ela já tenha sido paga várias vezes. Que dívida é essa que enquanto mais se paga mais aumenta? Temos que mostrar quem sempre ganha enquanto há miseráveis no Rio Grande do Sul. É nosso papel mostrar que isso não é destino e denunciar por que isso acontece.”

Chapa majoritária

Concorrem ao Senado o professor da UFPel Luiz Carlos Lucas e a funcionária da Ufrgs Bernadete Menezes, a Berna. Na disputa pela primeira cadeira do PSOL na Assembleia Legislativa, estão 39 candidatos, entre eles, o presidente regional do partido, Roberto Robaina. Disputam a Câmara Federal 37 candidatos: Luciana Genro busca à reeleição, assim como seu suplente Geraldinho, que assumiu o mandato durante quatro meses, em 2009.

Na eleição nacional, Plínio de Arruda Sampaio é o pré-candidato do PSOL à Presidência da República.