Luciana Genro

Edgar Lisboa, Jornal do Comércio, 14 de abril de 2010

14 de abril de 2010 10h08

Razões óbvias

“O STF rejeitou pedido do empresáro Busnello para me processar por razões óbvias: denunciei fatos investigados pelo Ministério Público”, comentou a deputada Luciana Genro (P-Sol), sobre a decisão de não prosseguir com a queixa-crime contra ela, proferida na segunda-feira, pelo ministro Joaquim Barbosa. Resta saber se os magistrados gaúchos também pensarão da mesma forma que a Suprema Corte em relação ao vereador de Porto Alegre Pedro Ruas e ao presidente do P-Sol no Estado, Carlos Roberto Robaina.