Luciana Genro

Mais recursos para o Rio Grande do Sul

11 de março de 2010 11h05

Ontem concluimos a votação do Pré-Sal e foi aprovada a emenda Ibsen, com os votos de todos os deputados exceto aqueles do RJ e ES. Quando a proposta é boa, tem apoio popular e algum grau de mobilização, a Câmara aprova. Principalmente em ano eleitoral. Os recursos que caberão ao Rio Grande do Sul na partilha do pré-sal passam de R$ 2 milhões e 700 mil (proposta original) para R$ 455 milhões e 324 mil. Todos os estados ganham, e é justo pois as riquezas do nosso país não pertencem a esse ou aquele estado, mas ao Brasil. É possível que Lula vete, ou que o RJ recorra ao STF, mas a briga é boa!

É interessante observar que o PMDB deixou o governo pendurado no pincel, mais uma vez. O relator da matéria, deputado Henrique Alves, do PMDB, esperou o último minuto do segundo tempo e foi à tribuna dizer que ele também iria votar pela emenda Ibsen, contra o próprio relatório. Deixou o líder do governo, deputado Vacareza, do PT, com a cara no chão! Por isso eu digo sempre, que um bom governo não precisa ficar refém de alianças espúrias para governar. Basta que  tenha propostas boas, com apoio popular, e que mobilize o povo em torno delas. O caso do governo Lula  é o oposto, ele buscou os mais tenebrosos aliados em nome da governabilidade, mas quando há pressão acaba sozinho. Nem o PT segue a sua orientação.