Luciana Genro

Big Brother

03 de fevereiro de 2010 18h00

Circula na internet uma ideia, atribuída a Rita Lee, realmente muito boa. Fazer um “big brother” com os candidatos a presidente da República. Trancá-los todos em uma casa para debater seus projetos, sem a ajuda de marqueteiros. É claro que é uma brincadeira, mas não seria divertido? Cada um iria se mostrar como realmente é, sem truques nem maquiagem. Afinal, os programas eleitorais são muito pouco esclarecedores a respeito de cada candidato. Marqueteiros pagos a peso de ouro os orientam a dizer o que (eles acham que) o povo quer ouvir. Não há espontaneidade alguma. Mas como o big brother eleitoral não vai acontecer vamos apostar nos debates, bem mais autênticos, embora insuficientes. Felizmente os que queriam tirar o PSOL dos debates na reforma da lei eleitoral foram derrotados. E aí, mesmo sem a nossa brava Heloísa Helena nos representando, vamos fazer a diferença. Por isso é enorme a nossa responsabilidade ao escolher quem irá representar o PSOL neste pleito. Não se trata de escolher o nome mais conhecido, mas sim aquele que terá maior capacidade de dialogar com o povo, e de erguer bem alto a bandeira do PSOL!