Luciana Genro

Terra, 8 de dezembro de 2009

08 de dezembro de 2009 15h41

Psol denuncia compra de casa de R$ 310 mil por filha de Yeda

O presidente estadual do Psol no Rio Grande do Sul, Roberto Robaina, a deputada federal Luciana Genro e o líder da bancada em Porto Alegre, vereador Pedro Ruas, afirmaram em entrevista coletiva neta terça-feira terem recebido informações sobre a existência de outro imóvel suspeito na família da governadora Yeda Crusius (PSDB). Segundo Ruas, uma certidão comprova a compra de uma casa no nome da filha da governadora, Tarsila Rorato Crusius, no valor de R$ 310 mil em 3 de junho de 2009.

O vereador disse que foram pagos R$ 150 mil à vista e os demais R$ 160 mil foram parcelados até o final de 2010. “Uma grande coincidência, estranhíssima coincidência, é que o pagamento corresponde ao período de mandato de Yeda”, afirmou. “Nenhuma parcela será paga após o final do mandato.”

Ruas disse que, ainda nesta semana, o caso será levado como denúncia ao Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas do Estado, “que tem a prerrogativa e a obrigação de investigar”.

Luciana Genro falou ainda sobre a existência de um processo que corre em segredo de Justiça, movido pelo vice-governador Paulo Feijó contra Yeda. O processo notifica a governadora sobre uma doação de Feijó à campanha, em forma do pagamento de aluguel de um comitê instalado na avenida Nilo Peçanha.

De acordo com Luciana, a doação consta das declarações de imposto de renda do vice e da locatária, mas Feijó relata que, apesar das insistência ao tesoureiro da campanha, Rubens Bordini, não lhe foi entregue recibo. A doação também não constaria da prestação de contas da campanha entregue ao Tribunal Regional Eleitoral.

Procurada, a assessoria do governo do Rio Grande do Sul informou que, por enquanto, não se pronunciará sobre as acusações.