Luciana Genro

Parabéns para a Fernanda!

03 de dezembro de 2009 08h21

Vamos falar de alguma coisa boa, no meio de tantos escândalos: mulheres chefes de família terão prioridade para receber as casas do programa “Minha Casa Minha Vida” em Porto Alegre. Ontem a Câmara de Vereadores de Porto Alegre votou as regras para a implantação do programa na cidade e a vereadora Fernanda Melchionna, junto com o líder da bancada do PSOL, Pedro Ruas, conseguiu aprovar por unanimidade uma emenda determinando que, depois de feita a seleção por renda e havendo empate (mais candidatos qualificados no quesito renda do que casas construídas) o critério seguinte será a prioridade para mulheres chefes de família. A seguir, havendo ainda mais candidatos do que casas, a seleção se dará por sorteio. Eu havia comentado com a Fernanda sobre a minha preocupação com a implantação desse programa pois o número de inscritos foi muito maior do que a previsão de casas a serem construídas em Porto Alegre. Sem critérios muito claros fica aberta a porta da corrupção e da utilização do programa com fins eleitorais. O principal “furo” desse programa é que a demanda será infinitamente maior do que o número de casas oferecidas. E nada mais justo do que antes do sorteio sejam beneficiadas as mulheres chefes de família, as que carregam e sustentam os filhos sozinhas, muitas vezes sem sequer uma ajuda financeira dos pais das crianças.