Luciana Genro

O planeta na berlinda

14 de dezembro de 2009 08h38

O destino da humanidade está em jogo na Conferência de Copenhague. Com o fim do protocolo de Kioto, que perde sua vigência sem nunca ter sido acatado pelos principais poluidores do mundo, é necessário estabelecer as novas metas de redução da emissão de gases poluentes, ou gases-estufa, que aquecem o planeta. O método estabelecido pelo protocolo de Kioto era transformar a poluição em uma mercadoria que podia ser comprada pois os países que poluíssem menos que a meta podiam vender aos outros o direito de poluir. Um absurdo. E agora, o que sairá de Copenhague? O certo é que o lobby das grandes indústrias poluidoras é fortíssimo. Substituir carvão e petróleo por tecnologias não poluentes – como energia eólica e solar –  exige novos investimentos, e empresas e governos não querem gastar, só lucrar. O planeta que aguente. Mas as manifestações que estão ocorrendo em Copenhague mostram o crescimento da consciência ecológica e nos dá esperança de que o aumento da pressão sobre governos e empresas possa surtir efeito positivo, se não no curto, pelo menos no médio prazo. Para o PSOL esse tema é crucial. Salvar o planeta da destruição é pré-requisito para que possamos seguir a luta socialista! Nossa vereadora Fernanda Melchionna está em Copenhague, representando a Câmara Municipal, e a todos nós. No Correio do Povo de hoje, um bom artigo dela: link