Luciana Genro

Meu pedido ao Papai Noel

22 de dezembro de 2009 08h50

A operação Satiagraha, inicialmente dirigida pelo delegado Protógenes Queiroz, foi simplesmente congelada pelo STJ. A defesa do banqueiro Daniel Dantas vinha tentando desmoralizar a operação, e conseguiu inclusive o afastamento de Protógenes, substituído pelo delegado Ricardo Saadi. Mas o juiz Fausto de Sanctis, também pressionado e perseguido,  não se intimidou e seguiu seu trabalho, condenando o banqueiro a 10 anos de prisão por crime de corrupção ativa. Agora, a decisão do ministro Arnaldo Esteves Lima, do STJ, não só bloqueia a ação penal que culminou na condenação de Dantas mas também outro processo em que Dantas foi denunciado por crimes financeiros. Lendo a matéria sobre esse assunto me lembrei do caso daquela mulher que ficou vários dias presa por roubar um pote de margarina no supermercado. A distância da Justiça de uma verdadeira JUSTIÇA é enorme. Collor foi absolvido, Palloci violou o sigilo do caseiro e foi absolvido, e tantos outros crimes de gente com colarinho branco que restam impunes. Mas os pobres continuam lotando as cadeias, aliás, superlotando, e poucos parecem se importar, afinal, e só “marginal” que acaba nessas prisões mesmo. Então, aí vai meu pedido ao Papai Noel: Daniel Dantas por um mês no presídio central de Porto Alegre (um dos piores e mais lotados do Brasil)!