Luciana Genro

“Geyse” saiu da TV para a vida real e foi expulsa!

09 de novembro de 2009 09h09

A expulsão da aluna da Uniban por usar roupas supostamente inadequadas ao ambiente universitário é uma afronta às décadas de luta das mulheres por respeito e liberdade. Todos os dias a televisão estimula as mulheres e meninas a exibir seu corpo, a ter um comportamento sensual, a seduzir os homens. Isso está nos comerciais de televisão, nas novelas, até nos desenhos animados a que as crianças assistem. Se isso é bom ou ruim é outra discussão. Mas quando esse comportamento aparece na vida real e uma Geyse surge na universidade no mesmo estilo que, por exemplo, a personagem de  Giovana Antonelli na novela das 8 vai trabalhar, aí é considerado provocação?

Inaceitável! Quem merece punição são os que incitaram a violência contra Geyse, ameaçaram estuprá-la, a constrangeram e humilharam. Esse é o comportamento inadequado ao ambiente universitário, que deveria ser de tolerância, democracia e pluralidade. Ninguém é obrigado a gostar das roupas ou do comportamento de Geyse. Ela está apenas seguindo os padrões ditados pelos meios de comunicação, mas não oferece ameaça a ninguém. Já os selvagens que a agrediram, sim.