Luciana Genro

Yeda comemora

15 de outubro de 2009 09h31

Yeda comemora, e tem motivos: a nossa “justiça” está dando uma mãozinha à impunidade e excluiu a governadora do processo que tramita em Santa Maria. Não é uma decisão de mérito, mas apenas definindo que a governadora não pode ser processada por improbidade administrativa mas sim por crime de responsabilidade, o que deve ser feito no STJ e STF, além da Assembleia Legislativa. Não é um atestado de inocência, mas sim uma decisão processual. É claro que os governistas aproveitam para comemorar. A situação cada vez mais caminha para que prevaleça a impunidade. A Justiça lava as mãos, a Assembleia Legislativa deve arquivar o impeachment no próximo dia 20. Reforça-se no imaginário popular (não tão imaginário assim) que os corruptos ficam soltos enquanto os pobres lotam as cadeias imundas. O PSOL, apesar dessas adversidades , não vai desisitir de lutar.