Luciana Genro

Jovem do PSOL gaúcho em Honduras

05 de outubro de 2009 09h18

Deve estar entrando hoje em Tegucigalpa o nosso querido e combativo companheiro Rodolfo Mohr. Ele é estudante de jornalismo, dirigente do DCE da UFRGS e militante do PSOL. Não hesitou nem um segundo em se voluntariar, e juntar o dinheiro necessário com a família, amigos e sindicatos,  para ir a Honduras apoiar a luta da resistência contra o golpe. Rodolfo até cortou os longos cabelos para ficar com ares mais hondurenhos (nos disseram que os jovens de Honduras não usam cabelos compridos). Ele vai se juntar a Pedro Fuentes, secretário de relações internacinais do PSOL, que já está em Honduras e temos publicado seus escritos informando a situação da luta contra o golpe. Mas a ida de Rodolfo carrega uma simbologia a mais. É a construção de uma nova geração de jovens lutadores, internacionalistas que se jogam de cabeça  para participar, apoiar e conhecer os processos de luta em curso no nosso continente. O PSOL gaúcho se orgulha de sua juventude pois sabe que um partido sem jovens é um partido sem futuro. Mais do que isso, um partido sem jovens rebeldes e combativos é um partido sem presente!