Luciana Genro

Zero Hora, 16 de setembro de 2009

16 de setembro de 2009 10h58

COM QUE ROUPA?
Vereador propõe traje social a colegas
Nelcir Tessaro quer evitar que mulheres usem camiseta e jeans em plenário

Incomodado com as roupas de duas colegas no plenário, o vereador Nelcir Tessaro (PTB) apresentou uma proposta para obrigar as vereadoras a usar um traje mais social durante as três sessões semanais da Câmara de Porto Alegre.

Com a proposta, Tessaro quer impedir que vereadoras transitem pelo plenário de camiseta, blusas com dizeres de cunho político, chinelo de dedo, tênis e calça jeans. O vereador especifica no projeto quais roupas podem ser usadas nas sessões: tailleur, terninho, vestidos clássicos mais longos e sapatos de salto médio ou alto. Já os homens, terno, gravata, camisa social e sapato clássico.

Na justificativa, o petebista explica que a sessão plenária “é a mais importante solenidade realizada pelos vereadores”, e eles devem “utilizar vestimentas apropriadas e formais”. Se aprovadas em plenário, as sugestões serão incorporadas ao artigo 216 do regimento interno.

Embora resistente, Tessaro revelou os nomes das vereadoras que, segundo ele, não usam roupas de acordo com o regimento: Fernanda Melchionna (PSOL) e, em alguns casos, Sofia Cavedon (PT). Para a petista, a intenção é “padronizar, o que esvazia o parlamento da polêmica e da diferença”.

Em resposta à iniciativa, as integrantes da 4ª Conferência de Políticas Públicas para as Mulheres de Porto Alegre, que ocorreu durante o final de semana, aprovaram uma moção de repúdio. Para as participantes, trata-se de uma medida discriminatória.

Na Câmara dos Deputados, é obrigatório o uso de traje passeio completo durante as sessões. Já na Assembleia, não há nenhuma norma regimental que trate especificamente das roupas dos deputados estaduais.

Traje ideal
– Conforme a proposta de Tessaro, as vereadoras podem usar terninho, camisa e sapato alto.

“É uma atitude machista”
Fernanda Melchionna, Vereadora do PSOL

ZH –Como a senhora avalia a proposta do vereador Tessaro?

Melchionna – É uma atitude machista por tentar cercear a vestimenta das mulheres e de imaginar que o espaço de representação da política só pode ser feito por aqueles que usam terno e gravata. Tem vereadores pensando em fazer uma emenda desobrigando os homens de usar gravata. No regimento não há cláusula que diga que não é possível usar calça jeans.