Luciana Genro

Tribunal de Contas desmoralizado

04 de setembro de 2009 09h35

A Justiça finalmente autorizou a quebra de sigilo do presidente do Tribunal de Contas, o ex-deputado do PDT João Luiz Vargas. Ele é acusado de ser um dos mentores e beneficiários da fraude no Detran, com gravações extremamente comprometedoras anexadas aos autos do processo que tramita em Santa Maria. O mais impressionante é que João Luiz segue na presidência de um tribunal que tem como função justamente fiscalizar o bom uso do dinheiro público! É sabido que pelo fato dos conselheiros serem quase todos nomeações políticas ( há vários ex-deputados encostados por lá) que o Tribunal de Contas nunca teve isenção para julgar, apesar do excelente trabalho realizado pelos técnicos, que são concursados, e pelo Ministério Público de Contas, encabeçado pelo Dr. Geraldo Da Camino. Mas a situação atual extrapola essa crítica, que é antiga, sobre a partidarização do tribunal. Com um presidente sob suspeita, a desmoralização é completa, e a própria legitimidade do Tribunal de Contas fica em cheque.