Luciana Genro

Correio do Povo, 9 de setembro de 2009

09 de setembro de 2009 11h00

João Luiz pede licença da presidência do TCE

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pediu ontem afastamento do cargo para tratamento de saúde. João Luiz Vargas sentiu-se mal em São Sepé, na última segunda-feira. Ontem, foi para Santa Maria, onde passou por uma série de exames cardiológicos. No final da tarde, comunicou ao conselheiro Porfírio Peixoto, vice-presidente do TCE, que permanecerá afastado por sete dias para tratamento de saúde.

A saída definitiva de João Luiz da presidência do Tribunal, em decorrência da quebra pelo Superior Tribunal de Justiça do seu sigilo bancário e fiscal, foi o assunto de uma reunião entre cinco dos sete conselheiros do TCE ontem à tarde. Embora aguardem a melhora de saúde de João Luiz, os conselheiros já estudam a possibilidade de um mandato ‘tampão’’ até o fim do ano. Nos bastidores, a saída do presidente na próxima semana é dada como certa, uma vez que Vargas teria exposto a instituição e estaria desgastado politicamente.

Porfírio garantiu que o clima no TCE não é bom. ‘Não se exclui a possibilidade de se fazer uma nova eleição’, ponderou. Para ele, não é bom para a instituição um presidente ser investigado. ‘Mas faz parte de um processo que nós mesmos do TCE encaminhamos ao procurador-geral da República’, afirmou.


Efeito Marina Silva tira pontos de Dilma

A entrada da senadora Marina Silva (PV-AC) na corrida presidencial e os reflexos da polêmica com a ex-secretária da Receita Lina Vieira afetaram o desempenho da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, potencial candidata do PT, na pesquisa Sensus/CNT. Ela perdeu pontos percentuais nos cenários em que Marina aparece e na simulação de segundo turno contra o governador paulista, José Serra (PSDB), que continua na liderança. No principal cenário, Marina aparece com 4,8%, contra 39,5% de Serra, 19% de Dilma e 9,7% de Heloisa Helena (PSol). Em maio, sem a presença de Marina, Dilma tinha 23,5%. Sofreu queda de 4,5 pontos, enquanto Serra e Heloisa se mantiveram quase no mesmo patamar.