Luciana Genro

Aumenta a desigualdade, mas IBGE omite

21 de setembro de 2009 09h41

Artigo de Clóvis Rossi na Folha de S. Paulo de domingo chama a atenção para o fato de que “o IBGE insiste em escamotear a realidade com os dados da Pesquisa Nacional por amostrgem de domicílio”, que teria mostrado uma queda da desigualdade de renda, mas que “é uma versão incompleta da realidade”. O que a pesquisa mostra é que caiu apenas a desigualdade entre os assalariados, mas não leva em conta as rendas do capital: juros e lucro. Importante dizer que a participação do trabalho na renda nacional vem caindo: era de 50% em 1980 e hoje é de 39,1%. Termina Clóvis Rossi: “Note, leitor, que o crescimento da desigualdade de renda se deu pelo menos até 2005, o que cobre sete dos dez anos que o IBGE diz que diminuiu a desigualdade. Não mente, mas omite o relevante, o desnível capital/trabalho.”