Luciana Genro

Zero Hora, 13 de agosto de 2009

13 de agosto de 2009 10h24

CÂMARA
Arquivada ação contra Luciana

Com base em parecer da Corregedoria da Câmara dos Deputados, a mesa da Casa arquivou a representação do deputado José Aníbal (PSDB-SP) contra a deputada Luciana Genro (PSOL), atualmente em licença. A decisão foi tomada na noite de terça-feira, em reunião da Mesa comandada pelo presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP).

Aníbal acusava Luciana de quebra de decoro parlamentar por ter denunciado a governadora Yeda Crusius, de seu partido, de envolvimento em atos de corrupção sem apresentar provas. Luciana, em sua defesa, lembrou que conta com imunidade parlamentar e afirmou que tais provas estavam em posse do Ministério Público Federal, o que foi confirmado publicamente na última semana.

Para o corregedor, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), impedir “que representante do povo, imbuído de mandato parlamentar, possa exercer o poder fiscalizatório e provocar as autoridades competentes a diligenciar, significaria cercear uma das mais importantes atribuições do Congresso”. ACM Neto entendeu que a deputada apenas cumpriu com seu papel parlamentar ao fiscalizar o Executivo de seu Estado.