Luciana Genro

O desgoverno gaúcho

27 de agosto de 2009 13h38

A base do governo Yeda vai tentar, de todas as maneiras, inviabilizar que a CPI traga algum resultado. Enquanto isso, Yeda segue desgovernando o Estado. A morte do sem-terra na fazenda Southall foi o mais grave sintoma da ausência de qualquer lucidez neste governo, e a impossiblidade de que ele continue. A tentativa de Yeda de repassar as estradas para o governo federal beira o ridículo: ela deseja entregar ao governo federal um passivo (suspeito e questionável) de mais de R$ 1 bilhão. Junto com isso, além das estradas que eram federais ela quer dar de brinde estradas estaduais, e ainda por cima tudo regido por contratos que foram elaborados pelos governos estaduais. Só se o governo federal fosse muito burro para aceitar esse absurdo. O que Yeda deseja é passar adiante o ônus político da falta de fiscalização das concessionárias, que nada fizeram em termos de melhorias estruturais nas estradas e ainda querem cobrar do Estado uma dívida que não se sabe como foi contraída. Por fim, o Brasil é o campeão em mortes pela gripe A, e o nosso Rio Grande é o primeiro no Brasil. Não dá prá aguentar!