Luciana Genro

Balança mas não cai

04 de agosto de 2009 11h06

A situação de Sarney e Yeda é emblemática da precariedade da democracia representativa. Poucos duvidam da responsabilidade de ambos em crimes contra a administração pública, mas os responsáveis institucionais por apeá-los do poder simplesmente recusam-se a fazê-lo. Os “pares” que julgam Sarney estão tão comprometidos quanto ele, e/ou a ele são devedores de favores. A inacreditável situação de Yeda, que mantém-se pendurada por um fio, não é diferente. Chamou a atenção o enfrentamento do senador Simon com Collor e Renan Calheiros. Diz-se que o PMDB de Simon não é o mesmo de Sarney e Calheiros. Mas esse PMDB que apóia e governa com Yeda seria melhor que o de Sarney??