Luciana Genro

Usuários e funcionários do Hospital Conceição exigem respeito

10 de julho de 2009 14h44

Neste momento estou participando de audiência pública promovida pela Associação dos Funcionários do Grupo Hospitalar Conceição, junto com Ruas, Robaina e Fernanda. Os trabalhadores denunciam demissões e assédio moral por parte da direção. Recentemente foi cortado o transporte para os pacientes que fazem hemodiálise, para cortar custos. Mas os cargos de confiança do PT, PCdoB e PMDB chegam a ganhar mais de R$ 15 mil. “São 22 gerências, 350 funções gratificadas, assessorias e consultorias, sem a mínima preocupação com conhecimento técnico”, dizem os dirigentes da Associação. Fato que denunciei na campanha eleitoral: enquanto brigavam na eleição municipal, PT e PCdoB se lambuzavam juntos com os CCs do Grupo Hospitalar Conceição.