Luciana Genro

Blog da Rosane, zerohora.com, 5 de julho de 2009

05 de julho de 2009 17h45

Festa ecumênica no aniversário do Sant’Ana

Reprodução

Reprodução, zerohora.com

Na coluna de amanhã vou contar mais, mas vai aqui uma palhinha do que foi a festa de aniversário do Paulo Sant’Ana ontem à noite no Plaza São Rafael. Quem não foi terá dificuldade de acreditar no que eu vi, mas em se tratando de Sant’Ana, vocês sabem, nada é impossível. Para começo de conversa, a festa reuniu pessoas tão diferentes quanto a governadora Yeda Crusius e a deputada Luciana Genro, do PSOL, uma das musas do nosso setentão. Yeda dividiu a mesa com o prefeito José Fogaça e sua mulher, Isabela, vetada pelo Piratini para cantar no jogo da Seleção brasileira, lembram?

Pois Sant’Ana conseguiu a façanha de fazer a governadora cantar em público pela primeira vez. Fizeram um dueto cantando Ronda, de Paulo Vanzolin. Depois, ela cantou um samba sozinha. A dúvida do público era se Isabela Fogaça, cantora profissional, cantaria ou não com Sant’Ana depois de Yeda. Isabela cantou. E Sant’Ana, claro, não se intimidou com a afinação dela. Cantou junto e acabou elogiado por Isabela pela capacidade de entrar no tom dela.

Em tempo: discretíssima, Luciana não quis saber de cantar. Riu muito do vídeo que mostrava Sant’Ana contracenando com personagens diversos — de Julio Iglesias à macaca Nina — e saiu estrategicamente do salão quando Yeda se preparou para cantar.

“Vou lá fora fumar um cigarrinho”, justificou.