Luciana Genro

Jornal do Comércio, 15 de junho de 2009

15 de junho de 2009 11h48

Abaixo-assinado recebe adesões da população

Os deputados Raul Pont (PT), Stela Farias (PT) e Raul Carriona (PC do B) aproveitaram o domingo de sol para dar continuidade à coleta de assinaturas da população para o abaixo-assinado que pede a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa.

Acompanhados de militantes partidários, dirigentes sindicais e representantes do Fórum dos Servidores Públicos, os parlamentares montaram uma banca no Brique da Redenção, em Porto Alegre, para conversar com as pessoas que circulavam pelo parque e pedir o apoio para a abertura da CPI. ÀS 13h, o ato ganhou o reforço dos vereadores do P-Sol Pedro Ruas e Fernanda Melchionna , quando ambos subscreveram o abaixo-assinado.

Pedetista histórico o cantor e compositor Bagre Fagundes também assinou o pedido de CPI. Segundo ele, a investigação é indispensável. “Sou a favor da CPI. Somos eleitores e exigimos que os deputados cumpram o seu papel de fiscalizar qualquer indício de irregularidade.”

A dona de casa Tereza bandeira contou que foi ao Brique apenas para prestar o seu apoio ao movimento pró-CPI. “Li no jornal que teria uma banca aqui na Redenção e vim assinar. Quem não deve não teme”, afirmou Tereza.

Durante o período das 10h às 15h30min, aproximadamente mil pessoas assinaram o documento para a instalação da CPI, conforme levantamento da bancada do PT no Legislativo. O Vereador Pedro Ruas ressaltou que a Assembleia “tem a obrigação de realizar a CPI e ajudar no esclarecimento do conjunto de denúncias que atinge o Palácio Piratini”. O P-Sol também é autor de um pedido de impeachment contra a governadora que tramita no Parlamento gaúcho.

O deputado Raul Pont destacou que a proposta da CPI está unuficando diferentes setores da sociedade gaúcha. “Esperamos que o requerimento que solicita a abertura da CPI receba as duas assinaturas que faltam durante essa próxima semana”, afirmou Pont.

O abaixo-assinado começou a circular pelo RS na quarta-feira passada, quando deputados e apoiadores da CPI ocuparam o Largo Glênio Peres, em Porto Alegre, para pedir o apoio dos cidadãos à CPI.

Durante o feriado e o final de semana, o movimento continuou no Interior e na Capital. Hoje, parlamentares e militantes voltam ao centro de Porto Alegre para buscar novas assinaturas.