Luciana Genro

Zero Hora, 28 de abril de 2009

28 de abril de 2009 17h14

Bancada gaúcha apoia aumento de controle

Se depender dos deputados federais gaúchos, o presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), conseguirá aprovar as restrições à utilização das passagens aéreas. Dos 31 deputados do Rio Grande do Sul, 22 afirmaram que votariam a favor da resolução caso ela seja apreciada em plenário.

Mesmo quem admitiu já ter repassado bilhetes a familiares diz votar sim.

– Acho justa a proposta para evitar os desgastes que atingiram a maioria dos deputados – disse Ruy Pauletti (PSDB), que concedeu viagens para a mulher, o filho, a neta, assessores e amigos.

A proposta conquistou os deputados que emitiram passagens ao Exterior. Na bancada gaúcha, 20 autorizaram a liberação de 118 bilhetes com destino a outros países.

Enio Bacci (PDT) disse que “vota pelo fim de tudo”. Para ele, “quanto mais restringir melhor”. Nelson Proença (PPS) afirmou ter antecipado para ontem o embarque para Brasília para poder passar o dia hoje concentrado em campanha pelas mudanças.

Para Luciana Genro (PSOL), é necessária uma regulamentação mais rígida:

– Foram cometidos muitos abusos.

Ibsen Pinheiro (PMDB), Pepe Vargas (PT) e Sérgio Moraes (PTB) não quiseram responder ao levantamento, e Osvaldo Biolchi (PMDB) disse estar indeciso. Cinco deputados gaúchos não estarão presentes à sessão porque participam de missões no Exterior.