Luciana Genro

Falta de professores é tema de audiência pública

15 de abril de 2019 18h07
Audiência pública sobre falta de professores ocorreu nesta segunda, no Plenarinho da Assembleia Legislativa | Foto: Juliana Almeida

A deputada estadual Luciana Genro participou nesta segunda-feira (15/04) de uma audiência pública sobre a falta de professores nas escolas da rede estadual.

“O Estado debocha dos diretores, dos educadores, dos pais e dos alunos que estão há dois meses do início do ano letivo sem ter aulas de forma completa. Sabemos que a situação não é novidade, mas nos indigna ver a situação ser tratada com descaso. As respostas dadas pelo representante da Secretaria de Educação foram totalmente insatisfatórias”, destacou a deputada Luciana Genro.

Como encaminhamento da audiência, os deputados vão solicitar às Coordenadorias Regionais de Educação os números de falta de professores e de turmas não homologadas neste ano.

“A não homologação de turmas tem servido para mascarar os números de falta de professores. Além disso seguiremos insistindo no respeito a lei de gestão democrática, pois as escolas continuam sem poder decidir livremente o seu calendários”, complementou a deputada.

Luciana Genro disse ainda que a falta de respostas para a comunidade mostra a maneira com que o governo do Estado trata a educação, sem transparência e desconsiderando a realidade onde estão inseridos os educadores, que cumprem cargas horários exaustivas, têm os salários parcelados e ainda precisam trabalhar com situações que escancaram a desigualdade social das suas comunidades, além de episódios de violência dentro das salas de aula.

Para além de cobrar a transparência dos dados, o mandato da deputada estadual e o PSOL seguem defendendo a realização de concursos públicos, a manutenção das bibliotecas nas escolas, e valorização e o respeito ao funcionalismo público, especialmente aos professores.

A audiência foi proposta pelo deputado Issur Koch (PP) e teve a participação da deputada Sofia Cavedon (PT) e do deputado Sebastião Melo (MDB), respectivamente, vice-presidente, presidente e integrante da Comissão de Educação.