Luciana Genro

Luciana Genro visita nova sede da ocupação Mulheres Mirabal

10 de setembro de 2018 10h20

Luciana Genro visitou no sábado (08/09) a nova casa da Ocupação Mulheres Mirabal, no prédio da Escola Benjamim Constant, doado pelo Estado para o movimento desocupar o prédio hoje utilizado na Duque de Caxias e alvo de um pedido reintegração de posse solicitada pela Inspetoria Salesiana, dona do imóvel.

Para seguir o trabalho de referência para mulheres em situação de violência, o movimento de mulheres está no novo endereço desde sexta, mas pode ter seu trabalho ameaçado já que a prefeitura não quer reconhecer formalmente a importância e o papel do trabalho das mulheres e nem cumprir a destinação do imóvel já definida pelo Estado. As mulheres seguirão resisistindo e terão todo o nosso apoio, jurídico e também da Emancipa Mulher, hoje e futuramente, para seguir nessa luta!

Luciana foi recebida na Mirabal pelas coordenadoras Victória Chaves e Sarah Silva Domingues, pela Nana Sanches, do MLB – Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas, e pela Priscila Voigt da Unidade Popular pelo Socialismo:

— Quero dar os parabéns porque vocês cumprem um papel fundamental de acolhimento previsto pela lei Maria da Penha para as mulheres vítimas de violência e que deveria ser cumprido pelo poder público. Precisamos ter representantes mulheres na política para pressionarmos o cumprimento das leis que nos favorecem. Meu mandato vai servir para isso, para ajudar vocês e no apoio a organizações como a de vocês.

As mulheres já estão organizando o espaço e pretendem ter, no futuro, uma sala para recepção, outra para acolhimento, e os quartos. A cozinha está sendo montada – elas receberam doação de dois fogões no final de semana – e um pequeno brechó está sendo organizado em uma das salas da entrada da escola, fechada pelo governo Sartori neste ano.

As mulheres da Mirabal cumprem um papel fundamental de acolhimento previsto pela lei Maria da Penha para as mulheres vítimas de violência e que deveria ser cumprido pelo poder público. Precisamos ter representantes mulheres na política para pressionarmos o cumprimento das leis que nos favorecem. O mandato de deputada estadual de Luciana Genro vai servir para isso, para ajudar no apoio a organizações como a Mirabal.