Luciana Genro

Roberto Robaina participa de reunião com a União Gaúcha para defender previdência com foco social e econômico

11 de junho de 2018 17h14

O pré-candidato do PSOL ao governo do Estado, Roberto Robaina reuniu-se com a União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública do RS na manhã desta segunda-feira, em Porto Alegre. Luciana Genro e a vereadora Fernanda Melchionna estiveram presentes.

A União Gaúcha engloba 28 entidades representativas de servidores públicos estaduais e levou as reivindicações da categoria para nortear o programa político de Roberto Robaina ao governo do Estado. Para Roberto, o projeto deve discutir a previdência do ponto de vista social, como proteção ao aposentado, juntamente com sua função concreta na economia. Outros temas levantados por Roberto foram a necessidade de revisão da Lei Kandir, que isenta de pagamento de ICMS as grandes empresas exportadoras, o combate à sonegação e a revisão de benefícios fiscais, que hoje não tem nenhuma transparência.

– Esta é a eleição da desesperança, mas nós do PSOL manteremos um esforço para oferecer um programa de governo e para criar uma alternativa para o eleitor. Nosso papel também não é só eleitoral, pois lutamos para aumentar a capacidade de associação popular, unindo a juventude e lideranças dos bairros para definirmos quais as políticas necessárias para o Estado. O funcionalismo público, por exemplo, é um polo de resistência. Sem os servidores não temos como resistir ao domínio do capital financeiro – destacou.

Luciana agradeceu a oportunidade de interlocução e destacou que o PSOL não pode governar prefeitura, Estado ou país sem ter ao seu lado a inteligência do funcionalismo público.

– Eu tenho muito orgulho em relembrar que sempre lutei e votei a favor do funcionalismo público. Nunca votei contra os interesses dos trabalhadores.

As demandas da União Gaúcha

Filipe Leiria, membro do Conselho Deliberativo da União Gaúcha, destacou que os servidores ficam reféns da disputa política da reforma da Previdência e destacou que a segurança jurídica para a previdência é um dos temas mais importantes a serem garantidos.

Carlos De Martini Duarte, da AFOCECE Sindicato dos Técnicos do Tesouro do Estado, destacou que a crise não é determinada pelos servidores públicos, mas que os governos jogam a crise em cima dos trabalhadores.

Danilo Krause, do Sindicato dos Técnicos Científicos Sintergs, colocou os aposentados à disposição para auxiliarem na construção do programa de Robaina e criticou o abandono das pesquisas no governo de José Ivo Sartori.

Josué Martins, do Centro de Auditores Públicos Externos do Tribunal de Contas do RS (Ceape/TCE-RS), destacou que a questão da dívida é usada como um mecanismo de submissão fiscal de todos os Estados à União. Josué também destacou o importante papel do PSOL nesta luta, como parceiro estratégico da Auditoria Cidadã.