Luciana Genro

PSOL na luta contra a corrupção e os ataques aos direitos do povo

07 de dezembro de 2016 19h29

Funcionários públicos, aposentados, trabalhadores e estudantes se reuniram em Porto Alegre para protestar contra a corrupção e a PEC do teto de gastos. O ato político convocado pelo PSOL Gaúcho, Partido Pátria Livre e Raiz – movimento cidadanista ocorreu nesta quarta-feira (07/12), às 17h30, na Esquina Democrática, no centro da capital.

whatsapp-image-2016-12-07-at-20-26-12

Fernanda Melchionna e Professor Alex Fraga, vereadores de Porto Alegre, Roberto Robaina, presidente municipal do PSOL, e Luciana Genro se manifestaram sobre a grave crise econômica-política pela qual o país está passando.

Luciana Genro falou da reforma da previdência apresentada por Michel Temer, no início da semana. A proposta é que os trabalhadores tenham que contribuir 49 anos para se aposentar. Para a ex-deputada a proposta vai inviabilizar que grande parte da população, que contribuirá a vida inteira para a previdência, se aposente.

Diante dos sucessivos escândalos de corrupção envolvendo a ampla maioria dos partidos que estão no poder, Luciana defendeu eleições gerais. “Caso sejam comprovadas as relações de Michel Temer com os esquemas de propinas e ele for afastado, o congresso vai tentar nos impor um presidente eleito de forma indireta. Não podemos aceitar. Quem deve decidir é o povo.”, afirma.

Luciana ainda lembrou que o pacote do Sartori e a PEC 55 tem a mesma lógica, não à toa que Temer e Sartori fazem parte do mesmo partido. As medidas querem acabar com os serviços públicos e fazer a classe trabalhadora pagar a conta da crise.