Luciana Genro

Caminhada com Luciana Genro vira passeata com milhares de pessoas em Porto Alegre

04 de outubro de 2014 12h55

Por Redação #Equipe50

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

Na noite desta sexta-feira (03/10), a candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, caminhou com milhares de apoiadores pelas ruas da Cidade Baixa, tradicional bairro boêmio de Porto Alegre. O ato contou com a presença do candidato do PSOL ao governo do Rio Grande do Sul, Roberto Robaina, da candidata a vice-governadora, Gabi Tolotti, e dos vereadores da Capital gaúcha Fernanda Melchionna e Pedro Ruas – além de militantes e outros candidatos do partido à Assembleia Legislativa e à Câmara dos Deputados. As ruas pelas quais percorreu a passeata tiveram o trânsito interrompido pela EPTC, a Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre. Organizadores estimam público entre 2,5 mil e 3 mil pessoas.

O público, majoritariamente jovem, cercou a candidata ao chegar na concentração da passeata, no Largo Zumbi dos Palmares. A marcha seguiu pela Rua José do Patrocínio, aglutinando um número crescente de apoiadores e recebendo a saudação das pessoas que estavam nas janelas dos edifícios e nas mesas dos bares.

Durante a caminhada, as palavras de ordem mais gritadas pela multidão eram: “Dilma, Marina, Aécio uma ova! Luciana Genro pra acabar com essa corja!”, “Vem! Vem com a gente! Queremos um futuro diferente!”. Ao passar por bares denunciados pela população LGBT por casos de homofobia e machismo, a marcha gritou em coro: “A nossa luta! É todo dia! Contra o machismo, o racismo e a homofobia!”.

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

No encerramento, que também foi no Largo Zumbi dos Palmares, Luciana Genro fez um discurso emocionado em agradecimento à multidão. “Nessas horas que restam até a eleição, precisamos convencer os indecisos. Há muitas pessoas que sabem que o PSOL é o único partido comprometido com as lutas do povo. Precisamos dizer a essas pessoas que não deixem as pesquisas votarem por elas”.

Referindo-se ao debate ocorrido nesta quinta-feira (02/10) na Rede Globo, Luciana Genro lembrou que a emissora passou a campanha inteira mostrando apenas os três candidatos do sistema. “Nós vamos mostrar para os monopólios da comunicação, que tentaram esconder nossa campanha, que a nossa força é muito maior que o dinheiro deles”, conclamou.

Para finalizar o discurso, a candidata lembrou do episódio ocorrido no último debate, em que exigiu que Aécio Neves (PSDB) não apontasse o dedo para sua cara. “Estou muito orgulhosa de representar as mulheres e dizer que não vamos deixar ninguém colocar o dedo na nossa cara”, concluiu.