Luciana Genro

“Quero ganhar as eleições e fazer avançar as pautas democráticas”, diz Luciana Genro em debate na UERJ em São Gonçalo

26 de setembro de 2014 11h11

Por Redação #Equipe50

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

Em debate com mais de 500 estudantes no campus da UERJ em São Gonçalo-RJ, a candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, apresentou suas propostas para o país e defendeu a importância de manter a coerência e evitar as conveniências eleitoreiras na campanha. “Rafinha Bastos me perguntou se eu quero ganhar as eleições defendendo temas polêmicos. É claro que eu quero ganhar e fazer avançar as pautas democráticas. Para isso não vamos tomar atalhos, como o PT tomou e a Marina quer tomar agora. A Carta ao Povo Brasileiro de 2003 de Lula, destinada a acalmar os banqueiros, eram incompatíveis com a promessa de mudança. Marina, com a promessa de autonomia formal do Banco Central faz o mesmo gesto. Marina não é a nova politica. Nova política somos nós que estamos fazendo, nas ruas, nas mobilizações”, disse a presidenciável.

Participaram do evento lideranças do PSOL como o candidato a governador do RJ, Tarcísio Motta, o candidato ao Senado, Pedro Rosa, o deputado federal Chico Alencar e o candidato a deputado estadual Professor Josemar.

Transporte público de qualidade

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

Mais cedo, Luciana participou de uma caminhada com a militância na cidade, da Praça Zé Garoto até a Praça do Rodo, onde dialogou com a população e defendeu as propostas do partido para o país. Em entrevista à imprensa, ela destacou a importância de investir em transporte público. “As pessoas que vivem nas regiões metropolitanas enfrentam grandes congestionamentos para conseguir ir para o trabalho e depois retornar para suas residências. Aqui no Rio de Janeiro, temos o exemplo de um metrô que privilegiou uma zona nobre em detrimento de uma zona metropolitana, como a de São Gonçalo. Isso é inaceitável. Justamente as regiões de maior concentração de pessoas de baixa renda que nós precisamos que sejam servidas pelo metrô, oferecendo um transporte público de melhor qualidade, com maior eficiência e mais rapidez”, afirmou a candidata.

Luciana também propôs um sistema de transporte que sirva à população de forma integrada. “Precisamos de um plano de mobilidade urbana que integre os diversos modais: desde o metrô até o ônibus, passando pelo modal aquaviário, que aqui na região é importante também, e esse sistema precisa estar integrado. Para isso, vamos criar um fundo federal que vai ajudar a financiar e inclusive baratear a tarifa dos ônibus. Uma das nossas propostas é chegar, nos quatro anos, à tarifa zero no transporte coletivo, mas para isso não vamos subsidiar o lucro dos empresários; é preciso que o transporte seja efetivamente público e de qualidade, com cumprimento rigoroso de horários e conforto para os passageiros” explicou a presidenciável.