Luciana Genro

Luciana Genro é aclamada por centenas de estudantes da UnB

04 de setembro de 2014 21h16

Por Redação #Equipe50

Mais de 400 pessoas lotaram a Praça Chico Mendes, no Campus Darcy Ribeiro, na Universidade de Brasília (UnB), no final da tarde desta quinta-feira (04/09), para ouvir a candidata à presidência da República pelo PSOL, Luciana Genro, expor sua plataforma de governo e suas propostas para a juventude. O evento contou com a presença, também, dos candidatos do PSOL ao governo do Distrito Federal, Toninho, e ao Senado, Aldemario.

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

Ao todo, foram realizadas mais de 100 perguntas à Luciana Genro. Espontaneamente, um grupo de estudantes da UnB decidiu articular a criação de um comitê de apoio à sua candidatura na universidade. A primeira reunião do grupo ocorrerá na próxima terça-feira (09/09), no ICC Norte do Campus Darcy Ribeiro.

Durante seu pronunciamento, Luciana Genro destacou os principais pontos do programa de governo do PSOL para a política econômica, com o fim do tripé econômico, a taxação das grandes fortunas e a auditoria na dívida pública. “Assim teremos mais recursos para investir nas áreas sociais, especialmente na educação”, ressaltou.

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

A candidata defendeu a universalização do ensino público superior e a destinação de 10% da receita corrente bruta do país para a Educação. Luciana também falou sobre temas que as três candidaturas do sistema não tocam e consideram polêmicos, como a descriminalização da maconha e do aborto e políticas públicas que contemplem os direitos da população LGBT, como o casamento civil igualitário e a lei de identidade de gênero para travestis e transexuais.

Neste ponto, Luciana apontou a contradição dos adversários. “O compromisso da Marina com os direitos LGBTs não durou 24 horas e quatro tweets do Malafaia. E a Dilma agora se coloca a favor da criminalização da homofobia, mas foi ela quem cedeu às bancadas mais conservadoras do Congresso e vetou o programa de combate à homofobia nas escolas”, disse.

Toninho do PSOL saudou a presença da candidata no Distrito Federal e sua disposição em dialogar com a juventude. “Luciana, seja bem-vinda ao Distrito Federal. Sua campanha inspira nossa luta na capital da República”, comemorou.

Aldemário recordou o histórico de lutas do partido e sua militância em Brasília. “Estou no PSOL há dez anos lutando contras as discriminações, opressões e injustiças”, comentou.

Nesta sexta-feira, Luciana Genro cumpre agenda em Goiânia, onde concederá entrevistas, visitará a Comissão Pastoral da Terra e debaterá os direitos das mulheres, dos negros e da população LGBT com estudantes do Centro Acadêmico de Direito da UFG.