Luciana Genro

Em Porto Alegre, Luciana Genro contesta pesquisa do IBGE e diz que desigualdade social aumentou no país

21 de setembro de 2014 20h15

Por Redação #Equipe50

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

Neste domingo (21), a candidata à Presidência do PSOL, Luciana Genro, dialogou com frequentadores do Brique da Redenção, tradicional ponto de encontro da população de Porto Alegre. Acompanhada do candidato da Frente de Esquerda ao governo do Estado, Roberto Robaina (PSOL), do candidato ao Senado, Júlio Flores (PSTU) e de outros candidatos da coligação, ela confraternizou com a militância, posou para fotos com eleitores e defendeu propostas da sua candidatura.

No local, ela comentou a recente pesquisa do IBGE que apontou redução na desigualdade social e disse que, ao contrário do que diz o levantamento, a concentração de riqueza no país aumentou. “Os números do IBGE não refletem a realidade. Primeiro, porque a diminuição da desigualdade é muito pequena; segundo, porque o IBGE mede apenas a desigualdade da renda do trabalho e não a diferença entre capitalistas e assalariados. Essa diminuição na desigualdade da renda do trabalho é apenas uma distribuição entre os próprios assalariados, mas não mostra que temos 5 mil famílias que, na especulação financeira, têm aumentado sua riqueza. Tanto é que, no ano de 2014, o Brasil ganhou 61 novos bilionários. Então, na verdade a desigualdade social no Brasil só vem aumentando e a renda se concentrando cada vez mais”, afirmou a presidenciável.

Crédito: Divulgação PSOL

Crédito: Divulgação PSOL

Luciana também falou sobre o erro na pesquisa do IBGE, que primeiro tinha indicado equivocadamente um aumento da desigualdade, dado que depois foi corrigido. Ela afirmou que não acredita que o equívoco tenha decorrido de má fé ou interesse político. “Eu conheço a Ana Carla Magni, diretora-executiva da Associação dos Funcionários do IBGE, e tenho absoluta confiança na declaração dela de que esse erro foi resultado de falta de pessoal, falta de condições de trabalho, excesso de demanda e diminuição do número de funcionários do instituto”, disse a candidata.

Agenda

Nesta segunda-feira (22), Luciana continuará em Porto Alegre, onde participará de uma caminhada com a militância, a partir das 11h30, na Rua dos Andradas. À tarde, ela concederá entrevistas a veículos de imprensa.