Luciana Genro

PSOL-DF protocola, no TRE, pedido de impugnação contra candidatura de Arruda

10 de julho de 2014 15h40

PSOL Nacional

image Na manhã desta quinta-feira (10), o PSOL-DF protocolou, no TRE, representação em que pede a impugnação do registro da candidatura de José Roberto Arruda (PR), que concorre ao governo do DF. A impugnação foi entregue pela presidenta do PSOL-DF, Juliana Selbach; pelo candidato da coligação Frente de Esquerda ao Governo do DF, Toninho do PSOL; pelo advogado Aldemário Araújo, candidato do PSOL ao Senado; e pelo candidato a vice-governador, Ricardo Guilem.

A iniciativa do PSOL considera a decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), que manteve a condenação, por improbidade administrativa, do ex-governador Arruda e da então candidata a deputada federal, Jaqueline Roriz, no escândalo que ficou conhecido como “mensalão do DEM”. Neste sentido, ambos passam a se enquadrar na Lei da Ficha Limpa por condenação em segunda instância.

Na representação, o PSOL afirma que “não existe a menor dúvida que o Senhor José Roberto Arruda, condenado por órgão judicial colegiado por ato doloso de improbidade administrativa, é inelegível. Por conseguinte, o pedido de registro de sua candidatura ao cargo de Governador do Distrito Federal deve ser indeferido”. O partido enfatiza, ainda, que a presença de Arruda como candidato nas eleições de 2014 é motivo de inquietação e vergonha para a sociedade candanga. “A participação atrevida e petulante do artífice maior do ‘Mensalão do DEM’ e outras deletérias práticas de improbidade administrativa no pleito eleitoral desafiam os mais elementares padrões de ética e moralidade no trato da coisa pública”, argumenta.

O candidato ao GDF pelo PSOL afirma que o partido sempre lutou por eleições limpas no DF e no Brasil. “Seria uma grave ofensa à consciência do eleitor se Arruda tivesse sua candidatura aceita pelo TRE depois de sua condenação em 2ª instância pelo TJDFT. Fichas sujas não podem ser candidatos”, afirmou Toninho do PSOL.

Luciana Genro, candidata do PSOL à Presidência da República, considera inaceitável a candidatura de Arruda, sob todos os aspectos. “O PSOL tem a independência política e estatura moral para dar a batalha pela impugnação dessa chapa ficha suja” declarou a presidenciável do Partido Socialismo e Liberdade, em Curitiba, onde cumpre agenda de campanha.