Luciana Genro

Luciana Genro e Jean Wyllys na 18ª Parada LGBT de São Paulo

06 de maio de 2014 12h51

No último domingo aconteceu a Parada LGBT de São Paulo, a maior do mundo. Luciana Genro esteve presente, junto com o deputado Jean Wyllys, no bloco pela aprovação da lei João W. Nery de identidade de gênero e pela visibilidade das pessoas transexuais. A Parada é um evento anual muito importante. Embora recentemente tenha havido uma ampliação dos direitos dos gays e lésbicas, ainda existe muito preconceito por orientação sexual e identidade de gênero. Por isso, um dia em que as lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais tomam as ruas e afirmam que não tem nada de errado em ser quem são, tem tanta importância dentro da luta por uma sociedade mais justa e igualitária.

De todas as letras da sigla LGBT, quem mais sofre são as pessoas transexuais. Elas sofrem transfobia diariamente e não têm nem o direito de usarem seu nome de acordo com o gênero que se identificam. O projeto de lei João W. Nery, de autoria de Jean Wyllys, prevê a mudança da forma como o governo e a sociedade encaram as pessoas trans, e busca garantir direitos básicos que hoje são permitidos a qualquer pessoa que não é trans. A existência do bloco pela aprovação desse projeto de lei foi essencial, porque dá visibilidade àqueles e àquelas que estão sempre marginalizados e marginalizadas, e mostra que onde existir injustiça social, também existirá gente disposta a lutar por uma mudança.