Luciana Genro

Em Porto Alegre: Vitória das Ruas

18 de abril de 2013 13h51

Texto de Roberto Robaina sobre a linda manifestação e a vitória que tivemos em Porto Alegre com a redução da passagem de ônibus. Vale a pena ler.

vitóriaonibus Hoje, como estava previsto, a manifestação contra o aumento das passagens foi fortíssima. A chuva foi tremenda, mas o ânimo foi maior. Eram cerca de 5 mil entusiastas que cantavam e protestavam em frente à prefeitura. Se a chuva nao fosse tão forte a manifestação teria provavelmente entre dez mil e 15 mil pessoas. Mas de verdade o tempo não conseguiu impedir a capacidade do protesto de alterar a normalidade que a classe dominante deseja, isto é, de situações políticas dominadas pelos políticos tradicionais, a mídia e os empresários. Hoje as ruas falaram mais alto.

A decisão da justiça de acatar a cautelar da bancada do PSOL, do Ruas e da Fernanda, nossos vereadores, foi anunciada no início do protesto. A festa foi total. A tarifa, desde hoje, deve baixar novamente para 2,85. Quem pegar ônibus pagando em dinheiro já paga o novo preço sem o aumento. A explicação da vitória deve ser buscada numa combinação de elementos. O mais importante, o determinante, sem dúvida, foi a força dos protestos. O governo anunciou que não vai recorrer. Seu cálculo tem lógica. Qualquer analista minimamente sério percebe que o processo de lutas iria seguir com mais força ainda. O governo, se confirmar sua decisão de não recorrer, estará refletindo seu temor acerca do crescimento do movimento. E motivos não faltam. O movimento, de fato, mostrou hoje que sua dinâmica de fortalecimento estava posta. Acho que o prefe ito Fortunati vai decidir não pagar para ver. De qualquer forma sabemos que a burguesia esta sempre pensando em como atacar, em como fazer os trabalhadores pagarem o preço. Mas desta vez, pelo menos no imediato, eles não conseguiram. Isso não é uma vitória qualquer. Trata-se de uma conquista que irá fortalecer a consciência popular de que se pode lutar e vencer. Esta é uma consciência ainda fraca no Brasil. Afinal, não temos tido lutas com conquistas tão claras como esta obtida hoje. Daí a importância da vitória.

Além da força da luta, concorreram para o triunfo a existência de uma bancada combativa de vereadores, porta vozes do PSOL na Câmara, e também o trabalho sério do Ministério Público de Contas, cuja figura de Geraldo Da Camino se destaca. Seu trabalho técnico tem mostrado que as tarifas têm aumentado seu valor de modo irregular. Finalmente, não podemos esquecer das mobilizações independentes dos rodoviários, mobilizações contra a burocracia do sindicato, contra a patronal e que se mostrou desde o início solidária aos protestos juvenis contra o aumento das tarifas. As primeiras manifestações, ainda pequenas, em fevereiro e inicio de março, sempre contavam com representação dos rodoviários.

O PSOL tem orgulho de ter colaborado em todos estes movimentos. Desde o início nossos militantes foram parte dos protestos contra o aumento. Fomos desde o início parte do Bloco de Lutas. Fomos parte também da organização dos rodoviários e desde 2007 temos apoiado o trabalho do Ministério Público de Contas, instituição na qual nos apoiamos para combater a corrupção do governo Yeda. E claro, temos orgulho de nossa combativa bancada de vereadores. Eles nos representam!

Bem, parabéns aos persistentes militantes da juventude de todas as correntes políticas que participaram. Em especial um forte abraço aos jovens do Juntos, um movimento de juventude anticapitalista que acabou de realizar um encontro internacional em Buenos Aires e que esteve desde o início na linha de frente desta vitória.

É claro que a merecida festa deve ser feita com todos sabendo que a luta está apenas começando.